Rádio Difusora

(45) 3284-8080
06/06/2019 09:53 | Autor: Editor

Rally da Safra analisa condições nas lavouras de milho na região

O Rally da Safra, principal expedição técnica privada sobre a safra de grãos no Brasil, voltou ao Paraná nesta semana.
Os técnicos avaliam as condições das lavouras do milho segunda safra nas regiões Oeste e Norte do Estado.
A expedição visita propriedades em Guaíra, Toledo, Cascavel, Umuarama, Campo Mourão e Maringá, entre outros municípios, finalizando os trabalhos em campo.
Ontem os técnicos realizaram um evento gratuito para produtores e profissionais em Cascavel.
Em alguns municípios o clima mais irregular no sul do Mato Grosso do Sul e no Paraná restringiu um pouco o potencial das lavouras.
Nas proximidades de Dourados e Maracaju, em Mato Grosso do Sul, houve um veranico de 30 a 40 dias.
No Paraná, não houve veranicos tão longos assim, mas a chuva foi mais irregular, especialmente no Noroeste do Estado.
A estimativa de produção é de 74 milhões e 200 mil toneladas, um recorde para a segunda safra.
O volume é 38% acima da temporada passada, quando houve quebra no Paraná e no sul do Mato Grosso do Sul.
Com 26 milhões e 200 mil toneladas da primeira safra, a produção brasileira de milho deverá ultrapassar a marca de 100 milhões de toneladas, ante 81 milhões de toneladas no período anterior.
A estimativa de área plantada é de 12 milhões e 300 mil hectares, um crescimento de 7% sobre o ciclo 2017/2018.
Segundo André Pessoa, coordenador-geral do Rally da Safra e diretor da Agroconsult, o plantio do milho safrinha foi o mais antecipado dos últimos anos.
Nos principais estados produtores – Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás e Paraná - praticamente todas as lavouras foram semeadas dentro do calendário considerado ideal ou de baixo risco climático.
O excelente calendário sustenta boas expectativas para a safrinha e nas principais regiões produtoras as lavouras estão em excelentes condições.