Rádio Difusora

(45) 9-9997-0532
15/05/2019 09:18 | Autor: Editor

Ministro da Educação não descarta novos bloqueios no orçamento

Através de requerimento assinado por todos os vereadores, a Câmara Municipal de Marechal Cândido Rondon solicita aos deputados federais José Carlos Schiavinatto, Leandre Dall Ponte, Sergio Souza, Evandro Roman, Fernando Giacobbo e Hermes Parcianello que empenhem esforços na defesa do “Sistema S” junto ao Congresso Nacional.
O objetivo é evitar o corte dos recursos destinados a estas entidades, conforme é intenção do Governo Federal.
De acordo com os vereadores, vários senadores da Comissão de Assuntos Econômicos já defenderam as empresas integrantes do chamado “Sistema S”, que engloba organizações da indústria, comércio e transporte, entre outros.
Segundo declaração do Ministro da Economia, Paulo Guedes, a intenção é cortar até 50% dos recursos destinados a entidades como Sesi, Senai e Sesc, que ofertam cursos profissionalizantes e prestam assistência social à população.
Essas empresas são privadas e administradas por federações e confederações patronais, mas administram recursos públicos oriundos de contribuições e tributos pagos pelas empresas sobre a folha de pagamentos, com alíquotas variando de 0,2% a 2,5%.
Em 2018, segundo a Receita Federal, foram repassados mais de R$ 17 bilhões ao “Sistema S”.
Na avaliação do Poder Legislativo rondonense, Guedes não está familiarizado com o que representa o “Sistema S”.
No último dia 23, o presidente do Sindicomar - Sindicato do Comércio Varejista de Marechal Cândido Rondon - e representante da FecomércioPR no município, Ademar Bayer, utilizou a Tribuna Popular para pedir aos vereadores rondonenses que cobrassem dos deputados federais e senadores uma posição contrária a esta intenção do Governo Federal.