Rádio Difusora

(45) 3284-8080
06/05/2019 14:46 | Autor: Editor

Reabertura da Estrada do Colono volta a pauta do Congresso Nacional

Mobilização envolve bancada de deputados e senadores do Paraná


Parlamentares da bancada paranaense na Câmara dos Deputados e no Senado Federal encamparam duas propostas que, se aprovadas, poderão causar a redução de áreas naturais em dois parques nacionais localizados no estado: o do Iguaçu, na Região Oeste, e o dos Campos Gerais, entre os municípios de Castro, Carambeí e Ponta Grossa.
No Parque Nacional do Iguaçu, onde estão as Cataratas, a ideia, mais uma vez, é reabrir a Estrada do Colono, fechada por decisão judicial em 2003.
A estrada, de 17 km e 600 metros que rasgava uma área de mata dentro do parque, ligava os municípios de Serranópolis do Iguaçu a Capanema e desde que foi fechada há 16 anos, os moradores da região precisam contornar o parque, em um trajeto de aproximadamente 180 km.
Como o caminho foi fechado há vários, a floresta já tomou conta de boa parte do antigo trajeto e a reabertura da estrada exigiria derrubada de mata ao longo dos pouco mais de 17 km dentro do Parque Nacional do Iguaçu.
O responsável pela nova tentativa de reabertura da estrada é o deputado federal Vermelho, do PSD de Foz do Iguaçu e a proposta ecoa o que defendem agricultores, políticos , lideranças empresarias e associações civis das regiões Oeste e Sudoeste.
Na justificativa do projeto , que já foi aprovado na Comissão de Viação e Transportes e aguarda análise no colegiado de Meio Ambiente , o deputado afirma que a reabertura da via corrige uma injustiça histórica “e atende ao clamor social de décadas do povo paranaense, resgatando a história e as relações socioeconômicas, ambientais e turísticas da região.”
Em sua defesa do projeto, Vermelho diz ainda que a medida poderia ajudar na preservação da fauna e da flora na região porque haverá uma compreensão positiva da população acerca do Parque Nacional do Iguaçu, uma vez que um meio ambiente equilibrado serve a todos, mas uma unidade de conservação isolada não cria benefícios à população, tão pouco aumenta a compreensão de sua importância.”
A estratégia de Vermelho para fazer prosperar sua ideia é semelhante à do ex-deputado federal Assis do Couto, que também tentou reabrir a estrada via Congresso Nacional.
A ideia é alterar a lei que instituiu o Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza para prever a criação de estradas-parque, uma nova categoria de unidade de conservação que permitiria a construção de uma via, respeitadas as limitações da região.