Rádio Difusora

(45) 9-9997-0532
06/03/2019 14:21 | Autor: Editor

Bolsonaro, Brasil está retomando trajetória de crescimento

Foto:Antonio Cruz/Agência Brasil
Ao comemorar o superávit primário de 30 bilhões e 238 milhões de reais registrado em janeiro, o presidente Jair Bolsonaro afirmou ontem que o Brasil está retomando a trajetória de crescimento.


Em sua conta no Twitter, o presidente voltou a defender reformas, como a que prevê alterações da legislação previdenciária, para atrair investimentos que podem impulsionar a economia.
O resultado das contas públicas, divulgado na última semana pela Secretaria do Tesouro Nacional, mostrou que apesar de uma leve queda das receitas, na comparação com janeiro de 2018, totalizaram 137 bilhões e 049 milhões de reais, enquanto as despesas somaram 106 bilhões e 811 milhões de reais.
Os gastos também recuaram 2,3% em relação ao mesmo período.
O resultado primário não considera gastos do governo com o pagamento dos juros da dívida pública.
Por outro lado, o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, disse ontem que o governo está muito seguro em relação à proposta de reforma da Previdência apresentada ao Congresso Nacional.
Entre outros pontos, a proposta prevê estabelecer uma idade mínima para aposentadoria de 65 anos para homem e 62 anos para mulher.
Na semana passada, no entanto, Bolsonaro indicou em café da manhã com jornalistas que a idade mínima para mulheres pode ser de 60 anos, e não de 62.
Onyx falou rapidamente com a imprensa na saída de uma reunião com o presidente Jair Bolsonaro no Palácio da Alvorada na manhã desta terça-feira.
O encontro foi marcado para definir a agenda do governo nos próximos dias.
O presidente deve voltar a despachar de seu gabinete no Palácio do Planalto às 14h00 de hoje, quarta-feira.
Segundo o ministro, com o Carnaval, a reunião ministerial, programada para ocorrer sempre às terças-feiras, deverá agora ocorrer na próxima quinta.
Durante a reunião, haverá uma apresentação do Tribunal de Contas da União sobre melhores padrões de governança pública.
Após o encontro, Bolsonaro, vestido com uma camisa da seleção brasileira, bermuda e havaianas, ficou alguns minutos em frente ao Palácio conversando com seguranças, ainda na área reservada.