Rádio Difusora

(45) 9-9841-0044
31/07/2018 15:10 | Autor: Editor

PSB anuncia que só dará apoio a Cida Borghetti e Beto Richa estiver na aliança

O ex-governador e pré-candidato ao Senado, Beto Richa, afirmou no início da noite de ontem, ao chegar à convenção estadual do PSB, em Curitiba, que as negociações para a manutenção da aliança com a governadora e pré-candidata à reeleição, Cida Borghetti, do PP, estão caminhando para um “desfecho”.

A definição deve ocorrer até o final desta semana
Por sua vez, chegar à mesma convenção, a governadora Cida desconversou sobre o impasse entre seu grupo e o PSDB de Richa, alegando mais uma vez que a decisão deve ser tomada pelos partidos aliados até o final de semana, quando acaba o prazo legal para a definição de coligações e candidaturas.
Desde a semana passada, as relações entre tucanos e o grupo da governadora “azedaram”, depois que o ex-ministro e marido de Cida, deputado federal Ricardo Barros, afirmou que não haveria mais espaço para a participação do PSDB na coligação governista.
Segundo Barros, a tendência seria Richa disputar o Senado como candidato avulso em um “acordo branco” com o candidato do PSD ao governo, deputado estadual Ratinho Júnior, que nega essa possibilidade.
Fiel a Richa, o PSB anunciou que não confirmará o apoio à reeleição da governadora se o tucano não participar da chapa.
A convenção delegou a decisão à Executiva Estadual até o prazo final, no domingo, à espera de uma composição com os tucanos.
A divergência entre Richa e o grupo de Cida surgiu depois que ele teria pedido que a chapa da governadora não incluísse o deputado federal Alex Canziani, do PTB, como segundo candidato ao Senado.