Rádio Difusora

(45) 9-9841-0044
19/07/2018 14:55 | Autor: Editor

Apesar do clima favorável, colheita do milho safrinha enfrenta grande atraso no Estado

Apesar do clima favorável para o trabalho de operação de máquinas no campo, a colheita de milho enfrenta um grande atraso em todo o Estado do Paraná.
Por enquanto, apenas 6% dos grãos foram retirados do campo, e o resultado não é dois mais positivos: 22% em situação ruim, 49% média e 29% boa.
O atraso no plantio e a estiagem durante o desenvolvimento da planta fizeram com que a colheita também atrasasse.
O clima mais seco das últimas semanas tem contribuído para a maturação dos grãos e auxiliado na colheita.
Segundo o Departamento de Economia Rural da SEAB, ainda não se tem uma média de produtividade do milho safrinha, pois a variação ainda pode ser grande.
Ainda não há como calcular uma média, já que o número de lavouras colhidas ainda é pequeno e a produtividade de uma para a outra varia, indo de extremos de boa produção até números muito baixos.
Foram poucos os ciclos de frio intenso, por isso, não houve impactos climáticos nesta safra, o que é considerado favorável, visto a redução significativa da área plantada.
Comentários dão conta que nas primeiras áreas colhidas na microrregião de Marechal Cândido Rondon a produtividade do milho da safrinha girou entre 200 a 280 sacas por alqueire, todavia há lavouras que superaram a média de 300 sacas.
Há também algumas lavouras que não chegaram a 200 sacas de média.