Rádio Difusora

(45) 9-9841-0044
27/06/2018 17:34 | Autor: Editor
Fonte: Bem Paraná

Brasil vence a Sérvia, garante vaga e vai enfrentar o México nas oitavas

Foto:Divulgação/MoWa Press/Pedro Martins
O Brasil venceu a Sérvia por 2 a 0, nessa quarta-feira (dia 27), pela última rodada do Grupo E da Copa do Mundo de 2018. Com o resultado, a seleção está garantida nas oitavas de final, para enfrentar o México, segunda-feira (dia 2) às 11 horas. Os gols da vitória foram de Paulinho e Thiago Silva.

No outro jogo do Grupo E, a Suíça e Costa Rica empataram em 2 a 2. O Brasil terminou em primeiro do grupo e vai enfrentar o segundo do Grupo F, o México. A Suíça vai pegar a Suécia nas oitavas.

ARTILHEIROS DA ERA TITE
Neymar....................11 gols
Gabriel Jesus............10 gols
Philippe Coutinho....8 gols
Paulinho....................8 gols
Firmino, Diego Souza, Willian, Marcelo, Miranda e Thiago Silva....2 gols
Filipe Luís, Renato Augusto, Taison.............1 gol

HISTÓRIA
Há 40 anos o Brasil não chegava à última rodada da primeira fase com risco de ser eliminada. Na Copa do Mundo de 1978, na Argentina, a seleção precisava vencer a Áustria na terceira rodada para não cair na fase de grupos. Acabou ganhando por 1 a 0, gol de Roberto Dinamite. De 1982 a 2014, o Brasil sempre conseguiu a classificação com pelo menos uma rodada de antecedência.

A SÉRVIA
A Sérvia, 34ª colocada no ranking da Fifa, terminou em 1º lugar do Grupo D das Eliminatórias da Europa, à frente da República da Irlanda, do País de Gales, da Áustria, da Geórgia e da Moldávia. Dos 23 convocados para Copa, 20 jogam fora do país.

VALORES
O valor de mercado dos 23 convocados da Sérvia, segundo o site Transfermarkt.de, é de R$ 1,2 bilhão. A média é de R$ 55 milhões por jogador. O mais valioso é o meia Milinkovic-Savic, da Lazio (Itália), avaliado em R$ 405 milhões.

Os 23 do Brasil têm valor de mercado de R$ 4,4 bilhões. A média é de R$ 195 milhões. O mais valioso é Neymar, avaliado em R$ 810 milhões.

ESCALAÇÃO
Tite decidiu repetir a escalação. O time é o mesmo que começou jogando contra a Costa Rica. Com isso, Willian e Paulinho seguiram como titulares. As baixas eram o lateral-direito Danilo e o ponta Douglas Costa, que continua em recuperação.

PRIMEIRO TEMPO
No início do jogo, aos 8 minutos, o lateral-esquerdo Marcelo sofreu sofreu um espasmo na coluna e foi substituído por Filipe Luís. A seleção de Tite dominou o primeiro tempo, com 61% de posse de bola. Foram quatro jogadas de perigo, além do gol. Já a Sérvia insistiu em bolas aéreas, mas os brasileiros reagiram com bom posicionamento e anularam essa ameaça. O Brasil abriu o placar aos 35 minutos. Coutinho acertou belo lançamento. Paulinho entrou livre nas costas da defesa e tocou por cobertura.

SEGUNDO TEMPO
A Sérvia voltou com postura mais ofensiva para o segundo tempo e o Brasil ganhou espaço para contra-atacar. Em jogada desse tipo, aos 10 minutos, Neymar ficou sozinho com o goleiro e chutou cruzado. Stojkovic defendeu. O time europeu partiu para o "abafa" e criou boas jogadas com cruzamentos. Aos 15, a Sérvia teve grande chance. Rukavina cruzou. Alisson tirou de soco. Mitrovic pegou o rebote e chutou. Thiago Silva bloqueou e salvou o Brasil.

O SEGUNDO GOL
Aos 21, saiu Paulinho e entrou o paranaense Fernandinho, revelado no Atlético-PR e hoje no Manchester City. Aos 22, gol do Brasil. Neymar cobrou escanteio e Thiago Silva cabeceou na primeira trave: 2 a 0. A seleção voltou a dominar nos minutos finais e Neymar mais duas chances de gol sozinho com o goleiro.

CAPITÃO
O capitão do Brasil contra a Sérvia foi o zagueiro paranaense Miranda, de Paranavaí (PR), revelado na base do Coritiba. Nos dois primeiros jogos da seleção na Copa do Mundo, a braçadeira havia ficado com Marcelo, na estreia, contra a Suíça, e Thiago Silva, no jogo seguinte, diante da Costa Rica.

BRASIL 2 x 0 SÉRVIA
Brasil: Alisson, Fagner, Thiago Silva, Miranda e Marcelo (Filipe Luís); Casemiro; Willian, Paulinho (Fernandinho), Philippe Coutinho (Renato Augusto) e Neymar; Gabriel Jesus. Técnico: Tite
Sérvia: Stojkovic; Rukavina, Milivojevic, Tosic e Kolarov; Matic, Milinkovic-Savic, Tadic e Kostic (Radonjic); Mitrovic (Jovic). Técnico: Mladen Krstajic
Gols: Paulinho (35-1º) e Thiago Silva (23-2º)
Cartões amarelos: Ljajic, Matic, Mitrovic (S).
Árbitro: Alireza Faghani (Irã)
Local: Spartak Stadium, em Moscou, hoje às 15 horas (de Brasília)