Rádio Difusora

(45) 9-9841-0044
19/02/2018 14:43 | Autor: Editor

Fim de relacionamento motiva três assassinatos e um suicídio em Toledo

Toledano de 30 anos matou ex-companheira, seu ex-marido, uma “comadre” e depois cometeu suicídio.


Quatro pessoas morreram no final de semana em Toledo, por conta de uma paixão doentia, que ganhou contornos dramáticos com o fim do relacionamento.
Antonio Rodrigo Gimenez, tinha 30 anos, e mantinha um caso amoroso com Juliana Ferreira Neves, de 28 anos.
Com o término do relacionamento, Antonio passou a ameaçar a mulher, e inclusive, uma “comadre” orientou Juliana a registrar um boletim de ocorrência na Polícia.
Não existindo possibilidade de reatar o relacionamento, Antônio pegou uma arma de fogo em sua casa e disse para sua mãe que mataria a ex, e depois cometeria suicídio.
Os crimes foram registrados no sábado, quando Antonio matou a tiros sua ex-companheira Juliana Ferreira Neves, de 28 anos, que no momento se encontrava numa motocicleta com o ex-marido Ederson Ferreira Neves, 29 anos, que também foi morto.
Após matar os dois, ele foi até a casa de Alframira Rodrigues Silvério, de 38 anos, na Vila Pioneiro e também a matou: ela seria “comadre” de Juliana e foi morta porque teria incentivado a mulher a denunciar Antonio na Polícia.
Depois de matar três pessoas no sábado, ele cometeu suicídio, tendo seu corpo sido localizado no domingo pela manha, no cemitério do Jardim Santa Clara IV, na frente de uma sepultura onde está enterrado seu irmão.
Ao lado do cadáver, foi encontrada uma pistola calibre 9 mm, arma utilizada para cometer os crimes, e também o suicídio: ele disparou contra sua cabeça.
Antonio Rodrigo Gimenez, de 30 anos, residia no Jardim Europa e tinha uma passagem por homicídio em Toledo.
O crime aconteceu no ano de 2015, quando Antonio matou a tiros sua própria irma, depois da mesma tentar defender seu amásio que era acusado de violentar a sobrinha.