Rádio Difusora

(45) 9-9841-0044
08/02/2018 09:12 | Autor: Editor

Idosa perde seis mil reais no golpe do bilhete premiado em Mal Rondon


Uma equipe da Polícia Militar de Marechal Cândido Rondon foi acionada ontem para atender uma vítima de golpe do bilhete premiado; uma idosa de cerca de 70 anos que perdeu mais de seis mil reais.
Para a polícia, a idosa disse que foi abordada por uma mulher afrodescendente quando estava na Avenida Rio Grande do Sul, centro da cidade, a qual disse que estava com um bilhete premiado da Loteria Federal no valor de dois milhões de reais além de uma bicicleta.
A golpista chegou a ligar para um número, que seria da Caixa Econômica, para confirmar a veracidade do bilhete premiado, e a pessoa que atendeu o telefone confirmou para idosa que realmente era um bilhete premiado da Loteria Federal .
A golpista diz então que a bicicleta já havia sido entregue na sua casa, mas o dinheiro precisaria ser retirado na Caixa Econômica.
Neste momento, um homem loiro se aproximou, com cerca de 30 anos e se disse empresário rondonense no ramo de imobiliária; o qual disse que teria 50 mil para comprar o bilhete premiado e até teria mostrado um envelope onde estava o dinheiro.
A idosa também se interessou então na compra do bilhete e então o suposto empresário, a mulher afrodescendente, que seria a dona do bilhete e a idosa entraram em um veículo de cor clara e seguiram até dois bancos da cidade para que a rondonense pudesse sacar o dinheiro e comprar o bilhete premiado.
Os golpistas permaneceram no carro enquanto a idosa entrou nas duas agências bancarias e sacou todo o seu dinheiro; além do dinheiro do esposo que se encontra acamando.
Entre o dinheiro que estava com ela e os dois saques, ela entregou 6.300 reais para os golpistas.
Quando estavam na Avenida Rio Grande do Sul, próximo ao cruzamento com a Rua Mem de Sá, o suposto empresário pediu para idosa comprar uma água para eles; e quando ela desceu do veículo, eles fugiram.
A PM foi acionada, registrou a ocorrência, mas ate agora não dispõe de informações que levem a identidade dos estelionatários.