Rádio Difusora

(45) 9-9841-0044
17/07/2017 15:40 | Autor: Editor
Fonte: Bem Paraná

Advogado negro é barrado em bar de Curitiba

Juliano Trevisan, um advogado negro, foi barrado na entrada de uma boate em Curitiba, na noite de quinta-feira (13), por causa da roupa que vestia — uma camisa social preta e uma gravata da mesma cor (na foto).

Um segurança o abordou e o levou a um funcionário “de cargo relevante na balada”. “No que cheguei, o funcionário me olhou dos pés a cabeça e informou que pelo meu estilo, com ‘a roupa que estava usando eu não poderia entrar’.

Olhei para minha roupa tentando entender, e ele continuou ‘você vai ser confundido com segurança lá dentro, assim não pode entrar’. Eu fiquei tão bobo que não tive reação”, contou Trevisan, de 27 anos, em uma carta aberta nas redes sociais.

Ele se retirou do local e disse que "a ficha só caiu" minutos depois. A carta viralizou na internet, com mais de mil compartilhamentos. O estabelecimento pediu desculpas pelo ocorrido e informou que foi "uma atitude arbitrária" do funcionário, que acabou demitido.