Rádio Difusora

(45) 9-9841-0044
06/06/2017 14:34 | Autor: Editor

Agricultura conquista resultados positivos e recupera o PIB Nacional – Adriel

Resposta para o aumento está no clima favorável e nos investimentos dos produtores.

A economia brasileira apresentou sinais de recuperação neste primeiro semestre de 2017. O aumento de 1% do PIB no primeiro trimestre, depois de oito trimestres em queda, mostra um país em recuperação.
O resultado veio através da agricultura e esse foi o tema abordado pelo deputado estadual Elio Rusch ontem durante pronunciamento na tribuna da Assembleia Legislativa do Paraná.
Rusch fez questão de ressaltar os números apresentados pelo agronegócio, setor que teve uma alta de 13,4%, melhor resultado em 21 anos, e a representatividade do segmento para a economia brasileira.
A cadeia do agronegócio representa 30% do PIB do Paraná, segundo o Ipardes: no Brasil, considerando-se todo o conjunto, o valor pode chegar a 22% do PIB.
A resposta para o aumento do setor agrícola está no clima favorável e nos investimentos dos produtores, investimentos em tecnologia e pesquisa – um conjunto entre produtor, setor público e iniciativa privada.
Conforme o deputado Rusch, o destaque é para os investimentos em pesquisas feitos pelas cooperativas, empresas particulares e institutos estaduais e federais, que levam conhecimento e desenvolvimento para a atividade rural; ressaltando o valor agregado que está relacionado ao setor agrícola, gerando desenvolvimento e emprego.
Os estados do Paraná, Mato Grosso e Rio Grande do Sul, somados, representaram 57,9% do total nacional da produção prevista para 2017 e é a agricultura um elemento fundamental para a balança comercial nacional e neste aspecto, o deputado Rusch reforçou o trabalho em defender o agricultor, o homem do campo que produz o alimento.
O deputado concluiu o pronunciamento ressaltando o trabalho do produtor rural, dos técnicos e profissionais que se dedicam em prol do desenvolvimento da atividade agrícola, assim conquistando os resultados positivos como no primeiro trimestre.