Rádio Difusora

(45) 9-9841-0044
30/05/2017 10:08 | Autor: Regis Guerreiro

Momento é de recuperação para mandiocultores do Paraná

Com uma área de plantio menor no Paraná e mercado mais ajustado, a produção de mandioca está num momento interessante para os produtores.

No Estado de maior processamento da cultura, a colheita segue em ritmo bem similar ao do ano passado, chegando a 42% do total, mas com um detalhe: os preços têm se mostrado superiores, ajudando quem atua na atividade a pagar dívidas que vieram com a crise de 2015.

Segundo o Departamento de Economia Rural, os produtores se recuperam da situação ruim de dois anos atrás, apostando numa área menor, de 108.600 hectares , com retração de 18% comparado a safra anterior.

Em Paranavaí , no noroeste do Estado, região onde está concentrada a maior produção, também houve queda de área: de 38.500 para 30.300 hectares , portanto uma diminuição de 21%.

De acordo com o economista do Deral especializado na cultura Methodio Groxko, o ano passado já havia sido bem interessante para o produtor, e neste momento os preços deram uma leve baixada devido ao ritmo de colheita.

Ontem o valor da tonelada no Estado estava em 457 reais e 46 centavos.

O presidente do Sindicato das Industrias de Mandioca do Paraná, Joao Eduardo Pasquini, confirma que o momento é de recuperação para o produtor, com tendencia de que os preços se mantenham compensadores por mais tempo................Gravação.