Rádio Difusora

(45) 9-9841-0044
19/04/2017 16:01 | Autor: Editor
Fonte: Bem Paraná

Abertura de empresas no Paraná cresce 15% no primeiro trimestre de 2017

Foto:Bem Paraná
O Paraná fechou o primeiro trimestre deste ano com um aumento de 15% no número de empresas abertas na comparação com o mesmo período de 2016. De acordo com relatório estatístico da Junta Comercial do Paraná (Jucepar), de janeiro a março de 2017 foram abertas 40.282 novas empresas, entre microempreendedores individuais (MEI) e registros protocolados na Jucepar, contra 35.001 negócios criados nos três primeiros meses do ano passado.

O presidente da Junta Comercial, Ardisson Akel, destaca que o número de empresas abertas no Paraná, sem contar os microempreendedores individuais, cresceu 13% em relação ao ano anterior. Passou de 9.365, nos três primeiros meses de 2016, para 10.605 no mesmo período de 2017. Segundo ele, os números positivos são um reflexo das iniciativas do governo do Estado para desburocratizar a legalização de novos negócios. “A evolução da implantação do programa Empresa Fácil Paraná está simplificando os processos não só de aberturas, mas também alterações e baixas de empresas. E esses esforços, somados ao início da recuperação econômica do país, devem motivar a criação de cada vez mais negócios e, consequentemente, incentivar o desenvolvimento econômico do Estado”.

Sob a responsabilidade da Jucepar, o Empresa Fácil Paraná é o operador da Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios, Redesim, no Estado. Até o momento, a Junta Comercial já integrou ao programa 211 prefeituras paranaenses, onde, para abrir uma empresa, a consulta de viabilidade de endereço, a emissão de alvará e o registro como contribuinte municipal são feitos automaticamente pelo sistema da autarquia. Nestas 211 cidades, o empresário ou contador só precisa ir à Jucepar para protocolar o processo, pois até mesmo a retirada pode ser feita via internet, assim como a emissão de todos os modelos de certidões.

A Jucepar também já integrou ao programa Empresa Fácil a Receita Federal, por isso, com exceção da capital, nos outros 398 municípios do Paraná é a Junta Comercial que emite o CNPJ. Segundo Akel, ainda no primeiro semestre, Curitiba deve ser integrada ao programa e entra nesta conta. Por meio do Sistema Estadual de Informações em Vigilância Sanitária (SIEVISA), a integração da autarquia com a Vigilância Sanitária também já está funcionando e, em breve, serão concluídos os convênios com o Corpo de Bombeiros, por meio do programa de licenciamento prévio Prev Fogo, e com a Secretaria Estadual da Fazenda (SEFA), ambos em fase de testes. A integração com a Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos já começou a ser debatida.


Em relação ao número de baixas de empresas houve uma redução no Estado. De acordo com a Jucepar, 13.348 negócios foram extintos no primeiro trimestre, 10% menos do que os 14.710 que encerraram atividades no mesmo período do ano anterior.