Rádio Difusora

(45) 9-9841-0044
11/04/2017 14:59 | Autor: Editor

Brasil deve colher mais de 230 milhões de toneladas de grãos em 2017

A terceira estimativa de 2017 para a safra nacional de cereais, leguminosas e oleaginosas, totalizou 230 milhões e 300 mil toneladas, 25,1% superior a obtida em 2016 que foi de 184 milhões de toneladas.

O Paraná é o segundo maior produtor de grãos do País

A estimativa da área a ser colhida é de 60 milhões e 700 mil hectares, apresentando acréscimo de 6,3% frente à área colhida em 2016 que foi de 57 milhões e 100 mil hectares.
Frente a fevereiro, a estimativa de produção aumentou 2,7% e a área, 0,6%.
O arroz, o milho e a soja são os três principais produtos deste grupo, que, somados, representaram 93,5% da produção e responderam por 87,7% da área a ser colhida.
Em relação ao ano anterior, houve acréscimo de 2,5% na área da soja, de 14,8% na área do milho e de 3,9% na área de arroz.
No que se refere à produção, ocorreram acréscimos de 15,9% para a soja, 13,9% para o arroz e 45,8% para o milho.
Nessa avaliação para 2017, o Mato Grosso liderou como maior produtor nacional de grãos, com uma participação de 25,3%, seguido pelo Paraná com 18,3% e Rio Grande do Sul com 14,8%,
Somados, esses estados representaram 58,4% do total nacional previsto.
Inversamente ao que foi observado no ano anterior, a produção nacional de milho em 2017 deve alcançar valores representativos, atingindo em março uma estimativa de 92 milhões, 370 mil e 829 toneladas, aumento de 4,4% em relação ao levantado em fevereiro.
Este acréscimo decorre tanto do aumento da expectativa de produção do milho de 1ª safra quanto do milho safrinha.
A estimativa da produção do milho 1ª safra passou a 30.241.939 toneladas, aumento de 1,4% quando comparada à estimativa realizada no mês de fevereiro.
Já em relação a soja, com a colheita adiantada nos principais estados produtores do Centro Sul do País, a expectativa de safra recorde em 2017 está confirmada e segue em crescimento, com uma produção estimada em 110 milhões, 935 mil e 272 toneladas, valor 2,3% superior ao divulgado em fevereiro.
O rendimento médio foi elevado em 1,8% e o Mato Grosso, principal produtor de soja do País, aumentou sua estimativa de produção em 3,5%, alcançado a marca de 30 milhões, 952 mil e 147 toneladas, um novo recorde para o Estado.