Rádio Difusora

(45) 9-9841-0044
26/01/2017 14:13 | Autor: Maguinho

Presidente Temer tenta evitar divisão no PMDB na eleição da mesa da Câmara

O presidente da República, Michel Temer, começou a atuar pessoalmente para conter a divisão na bancada do PMDB na disputa pelos cargos da Mesa Diretora da Câmara, marcada para o próximo dia 2.

A eleição está marcada para o dia 02 de fevereiro
Temer deu início a uma série de conversas com deputados de seu partido para tentar garantir uma candidatura única da bancada ao cargo de 1º vice-presidente da Casa, posto que caberá à legenda.
Hoje, o PMDB tem pelo menos oito pré-candidatos à 1ª vice-presidência, entre eles dois paranaenses: o atual presidente da Comissão de Constituição e Justiça da Casa, Osmar Serraglio, e o deputado Sérgio Souza.
Completam a lista Lúcio Vieira Lima (BA), José Priante (PA), Carlos Marun (MS), Elcione Barbalho (PA), Valdir Colatto (SC), e Fábio Ramalho (MG).
Com tantas candidaturas, o líder do partido na Câmara, Baleia Rossi (SP), marcou para 31 de janeiro uma eleição interna para escolher o “candidato da bancada”.
Para evitar essa divisão, Temer começou a conversar com os pré-candidatos.
A 1ª vice-presidência da Câmara está sendo alvo de maior disputa nesta eleição porque será um cargo estratégico na legislatura.
Como o Brasil está sem vice-presidente, quando Temer viajar ao exterior é o presidente da Câmara que assumirá o comando do Paí.
Com isso, o 1º vice-presidente da Câmara assumirá automaticamente o comando da Casa.
A avaliação é de que o partido do presidente da República, que vem defendendo candidatura única da base aliada para presidência da Câmara, não pode dar o “mau exemplo” e sair dividido na disputa.
Hoje, há dois candidatos de partidos da base aliada ao comando da Casa: o atual presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que tenta reeleição, e o líder do PTB, deputado Jovair Arantes (GO).